Mulheres no rock (segunda parte): Especial dia internacional da mulher

Não é mentira para ninguém que o cenário do rock sempre foi dominado pelo sexo masculino, no entanto há sim! inúmeras mulheres no mundo do rock, que dão um show entre os diversos gêneros e subgêneros do estilo, dando um quê a mais nas respectivas bandas da qual fazem parte. Fazer uma lista é sempre muito difícil, pois cada artista deu sua contribuição para o estilo que canta/toca, então variamos os estilos e as décadas para (tentar) representar cada geração de artistas.

PARA CONFERIR A PARTE 1 (QUE POR SINAL FOI UMA DAS PRIMEIRAS POSTAGENS DO BLOG!) CLIQUE AQUI

mural

Nina Hagen, Garbage, Brody Dalle,PJ Harvey, Lita Ford, Karen O, June Carter, The Donnas e Hole

Doro:

Os anos 80 foi marcado pela presença de grandes nomes do rock, avalanches de hinos, exageros,excessos… Tudo isso foi eternizado na memória e na história da música, pois há bandas e artistas que ultrapassam a barreira do tempo e dos mais diversos modismos, sendo Doro um exemplo forte (e feminino!) disso.

doro

Sua carreira decolou ao ingressar como Vocalista da banda Warlock, grande sucesso na década de 80, e com um  grande diferencial, pois enquanto as outras bandas tinham “frontmans”, o Warlock dava o ar da graça com Doro Pesch à sua frente; Atualmente Doro está em carreira solo, e não perde em nada para artistas masculinos do gênero, estando ela, incluída entre os clássicos da época, e ainda por cima  já teve a honra de dividir os vocais com Lemmy Kilmister (Motörhead).

Kim Gordon:

Presença feminina no Sonic Youth,  Kim e sua banda  marcou e alimentou a cena Grunge dos anos 90. A importância da cena grunge para a sonoridade que o rock adotaria a partir de então é imensurável. 

kim

Kim Gordon carrega em seu “currículo” outras múltiplas atividades, que incluem produção musical (do primeiro disco do Hole), pintura (ela é formada pela faculdade Otis of Art & Design, Los Angeles), atuação, curadora de exposições, entre outras ocupações.

Infelizmente a banda deu fim às suas atividades em 2011, após Kim e Thurston Moore (vocais e guitarra) se separarem.

Tarja Turunen:

Dona de uma timbre inconfundível e de grande alcance vocal, Tarja foi vocalista do Nightwish até o ano de 2005, deste então segue carreira solo. 

tara

Simone Simons, vocalista do EPICA, banda de mesmo gênero do Nightwish, se interessou por canto lírico ao escutar o terceiro  disco do Nightwish, Oceanborn (1998).

simone

Tarja Turunen é muito querida pelos fãs de Heavy Metal, tendo participado da gravação do DVD Angels Cry – 20th Anniversary Tour, do Angra. A cantora lançou atualmente seu quarto disco solo intitulado Colours In The Dark.

Angela Gossow:

Quem disse que mulheres não conseguem ou podem cantar um vocal gutural? Angela Gossow é um exemplo real e feminino disso! O Arch Enemy é figurinha carimbada nos principais festivais de heavy metal ao redor do mundo, angariando cada vez mais fãs.

220px-AngelaGossowWOA2006

Angela, antes de entrar na banda, ao entrevistar o guitarrista da banda, Michael Amott, mostrou a ele um vídeo seu; tempos depois o então vocalista do Arch Enemy, Johan Liiva, saiu da banda, e Angela foi convidada para um teste… O resto é história.

 

Cassia Eller:

Grande exemplo de vocal brasileiro e feminino, Cassia Eller era dona de uma personalidade bem pessoal; possuía uma voz autêntica que dava em cada canção/interpretação sua  identidade, independente do  gênero musical.

Cássia-Eller-534x336

Cassia viveu intensamente  e desfrutou de suas habilidades musicais, eclética, divagando por muitos estilos musicais, sem perder sua essência. Nos deixou precocemente aos 39 anos no auge de sua carreira.

Kim Deal:

O Pixies foi uma grande influência para o Nirvana (com seus versos suaves, refrão pesado), tendo Kurt Cobain comentado em uma entrevista: “Estou conectado com a banda (Pixies) tão fortemente que eu deveria estar nela”.

kim deal

Baixista do Pixies, Kim Deal marcou seu nome no patamar de grandes influências da música. Kim tem uma banda com sua irmã, Kelley, o The Breeders.

Lzzy Hale:

Vocalista e um dos fundadores da banda Halestorm, em atividade deste o ano de 1997, Lzzy começou na banda aos 13 anos!

lzzy

Apesar de nova, a banda  já coleciona algumas vitórias, como o prêmio de melhor performance (Grammy) com a música Love Bites. A banda já lançou ao todo três discos.

Pat Benatar:

Dona de grandes hinos do rock, como Hit Me With Your Best ShotHeartbreaker… Pat Benatar fez um extremo sucesso na década de 80, juntamente com outros grandes nomes da época. 

pat_benetar

Patti Smith:

Na lista de grandes personalidades do rock feminino uma representante do punk não poderia ficar de fora, e ninguém melhor do que Patti Smith para preenchê-la, por sua grande influência gerada no rock a partir de então.

patti smith

Patti Smith é uma artista de gosto apurado para as várias vertentes da arte, da musica à poesia, sua arte é intelectual e atemporal, dando ao rock uma representante de peso. Muitos artistas, como Bono Vox, por exemplo, colocam seu primeiro disco, Horses, como de extrema importância para a carreira musical.

Amy Lee:

Muita gente torce o nariz para Amy (injustamente), no entanto não podemos tirar sua importância para o cenário da música:

Primeiro: Por ser a cabeça e a líder de uma grande banda de sucesso (feito alcançado por poucos)

amy

Segundo: Por influenciar (diria até salvar) tantas garotas, em uma sociedade na qual as rádios só tocam Rihanna, Lady Gaga (e outras tantas artistas que querem ser diferentes, mas que no fundo são todas iguais). Afinal de contas, artistas como Amy são muito importantes,  pois dificilmente as pessoas (quando pré-adolescente) se iniciam no rock escutando algo pesado, pois tudo é um processo contínuo, você vai amadurecendo e o seu gosto  musical também…

Terceiro: Talento a moça tem, e ninguém pode negar. Ela canta, toca piano, escreve suas próprias canções…

 Siouxsie Sioux:

Representante do movimento pós-punk britânico, Siouxsie & the Banshees é muito lembrado por suas canções,claro, mas também pela sua vocalista excêntrica,  Siouxsie Sioux, e sua marca registrada: Os olhos bem pintados, que viriam a influenciar a estética gótica. ícone, Siouxsie influenciou “n” artistas ao longo de toda sua carreira, tanto em quesito de estilo, como musicalmente.

Siouxsie-with-red-feathers-siouxsie-and-the-banshees-3376515-448-527

Siouxsie aparece, juntamente com o Sex Pistols, no programa do Bill Grundy, em 1976, quando ocorre a fatídica cena clássica: Uma série de xingamentos ao apresentador… 

Atualmente, Siouxsie canta em carreira solo, e esporadicamente lança discos e sai em turnê com sua banda The Creatures.

 

OUTRAS GRANDES NOMES DO ROCK:

capa

Sabina Classen, Floor jansen, Sharon den Adel e Cristina Scabbia

Cervejas do Rock: Um Brinde!

Não é de hoje que as grandes celebrações são feitas a partir de um brinde, e nada melhor do que celebrar com algo que tenha significado de fato (principalmente num show daquela banda que faz aquele som…). Músicos  apreciadores da bebida tem investido neste negócio, que por sinal tem dado resultado (dada a “união” duradoura entre o rock e a cerveja), pois muitas unidades se esgotam assim que chegam as prateleiras (ou até antes). E a lista é bem extensa, na qual se incluem um número significativo de bandas nacionais, como Sepultura, Angra, Velhas Virgens, Nenhum de nós, Raimundos, Motorocker, Matanza, Ultrage a Rigor, Ratos de Porão… Vamos à lista.

post5 Destroyer Beer – Kiss

A cerveja da banda é produzida na Suécia, e no site oficial do produto se lê que a Destroyer Beer é uma cerveja produzida na melhor tradição alemã, e que o cuidado na sua preparação origina uma bebida de sabor agradável, qualidade da espuma, “e um amargor equilibrado, como um original Pills”, entretanto, alguns apreciadores de cerveja a acharam de pouco sabor e aroma, mas que valeria a pena a degustação… 

post1

Além da cerveja, o Kiss lançou no mercado uma safra de vinho, a KISS Zin Fire. Paul Stanley, em declaração sobre os produtos, disse: “Nossa cerveja e nosso vinho não são apenas produtos quaisquer nos quais pusemos nosso nome. Nós buscávamos bebidas únicas para nossos fãs e conseguimos. Vocês vão sair pegando fogo!”. 

post2

post3 post4 O produto está disponível no link: Destroyer Beer

Maiden Shade, The Number of the Beast e Trooper – Iron Maiden

A demanda de pedidos foi tão significante que a empresa responsável pela fabricação da Trooper, a Robinsons, parou a produção de outras cervejas para dar total exclusividade ao produto.  A cerveja, já lançada no Brasil, só estará em estoque a partir do final do mês de setembro. Trooper é uma cerveja de teor alcoólico moderado, tipo ale (com alta fermentação), possui aromas e doçura do malte, notas cítricas (da mistura de Bobec, Goldings e lúpulo Cascade), com um leve toque de limão e amargor persistente. O Iron Maiden já possuía outras marcas de cerveja como a Number of the Beast (Escócia) e a Maiden the Shade (Estados Unidos).

post12

pos10

O produto é encontrado na rede de supermercados Pão de açúcar (Estado de São Paulo) e bares, mas será comercializada em lojas e bares de Belo Horizonte a partir do mês de Outubro.

Ou através do site: Cerveja Trooper

Há um vídeo em que Bruce Dickinson apresenta a Trooper, assista logo abaixo:

Sepulweiss – Sepultura

A sepulweiss foi lançada em 2009 em comemoração aos 25 anos da banda, sendo o Sepultura a pioneira de “cervejas rock” no Brasil. A cerveja é do tipo ale, feita de trigo tipo Bavária (não filtrada, como pede a tradição, possuindo, assim, uma turbidez natural), com aroma frutado de cravo e canela por passar pelo processo de fermentação, e não se percebe a presença do amargor oriundo do lípulo. A Sepulweiss  foi relançada em 2011 em um evento que contou com a presença da banda.

post14

post15 Para adquirir a Sepulweiss acesse: Cerveja Sepulweiss

Bastards Lager – Motorhead

A banda já é veterana na área, pois já lançou, anteriormente, uma linha de vodca e de vinho, intitulada Motörhead Vödka e Motörhead Shiraz 2009 (houve outra safra – 2011).

post20

 

VODCA

VODCA

A cervejaria é sueca, Krönleins, e a cerveja é do tipo larger (pouca fermentação), e no realese sugere que se beba com churrasco e ouvindo rock.

post21

A cerveja é apenas encontrada na Suécia, mas pode ser adquirida através do site: Bastards Larger

Pearl Jam Twenty Faithfull Ale – Pearl Jam  

A cerveja foi lançada juntamente com o filme, disco e o livro de comemoração de 20 anos de carreira. O nome da cerveja faz referência á musica Faithfull.

post24

A cerveja é o resultado do pedido dos fãs para que a empresa Dogfish Head lançasse tal produto. A Pearl Jam Twenty Faithfull Ale é mais forte que as cervejas do mercado, é do tipo Belgian Golden Ale, com adição de groselhas negras e lapulagem de 20 IBU. De acordo com alguns especialistas, o aroma lembra frutas vermelhas, uvas, malte e tem algo cítrico. A bebida é suave, com final adocicado e baixo amargor.

post23

O produto é encontrado apenas nos Estados Unidos.

 

AC/DC German Beer Australian Hardrock – AC/DC

Outros veteranos, em se tratando de cervejas (e de música, claro), são os australianos do AC/DC que já lançaram no total duas marcas de cerveja e uma de vinho. Black India Pale Ale Back in Black foi a primeira a ser lançada, um ano depois seria lançado o vinho.

post25

Seu último lançamento foi AC/DC German Beer Australian Hardrock, cerveja que foi pensada e fabricada de acordo com as tradições alemãs (ou Lei de Pureza Alemã de 1516), cuja fabricação exige somente água, malte de cevada e lúpulo; Sem leveduras, nada menos que uma vedadeira Pilsen Premium alemã. Esta cerveja é encontrada em barris de até 5 litros! Haja sede.

post26

Onde encontrar:  AC/DC German Beer Australian Hardrock

Angels Cry ( Irish Red Ale) e Holy Land ( Boemia Pilsener) – Angra

Destaque para os caras do Angra, que comemoram 20 anos de lançamento do seu primeiro disco, Angels Cry; em meio às comemorações que incluem uma  turnê e gravação de um DVD, está o lançamento de sua cerveja, com o nome de seus dois primeiros álbuns, prevista para ser vendida a partir de 1° de setembro, entretanto, quem compareceu ao show de gravação do DVD (que aconteceu dia 25/08/13) pode reservar sua unidade. 

post8

 A cerveja Angels Cry é encorpada, apresenta em seu aroma características tostadas, caramelizadas e toffes, e abundante presença de lúpulo herbal.  No site da empresa Bushido, Angels Cry é apresentada como: “O Pranto dos anjos de asas negras. Eles nascem do fogo, do fundo da alma. Um choro amargo brota da terra. Como um grito de socorro, vermelho na espuma, nas sementes das eras. Um copo de sangue, sacia e acalenta, o corpo chora, lava e esquenta, sacia a sede da alma”. Poético.

post7

A empresa responsável pelo lançamento da cerveja é a Bushido, a mesma que disponibilizou as vendas das cervejas do Sepultura e dos Raimundos.

 Para os interessados: Angels Cry e Holy Land

post6

 Holy Land é um cerveja Pilsen, apresenta tonalidade clara, e fermentação baixa. Em sua apresentação se lê: “A terra Santa, os anjos de asas brancas, nascem da fonte, do banho de lágrimas. A lança e o penacho da Jurema, rainha da Mata,  penas que protegem a coroa, copo com ouro, ondas e vento, Oceano, barulho das águas, martírio.  A mente se acalma”.

Matanza IPA – Matanza

A Matanza IPA não podia ficar de fora, e logo o Matanza sem uma marca de cerveja? Seria até ironia. A cerveja é bem forte, possui notas de maltes especiais e grande presença de lúpulos cítricos americanos, e amargor intenso. O engraçado é que além da cerveja ser bem fermentada (forte), sua tonalidade é alaranjada, características que lembram  Jimmy. No site da empresa Bushido, a Matanza IPA é descrita como:  “uma cerveja para poucos, pé na porta e soco na cara!”. 

1

 “Quisermos ter uma cerveja de estilo marcante, que não fosse cerveja de menina, mas ao mesmo tempo em que não fosse uma cerveja estranha demais para a galera não assustar”, disse Jimmy em entrevista ao site MHM. Perguntado sobre as outras bandas que também lançaram suas cervejas, ele responde: “Quanto mais tiver, mas as pessoas se acostumam com essa ideia, perdem o preconceito de achar que cerveja de banda o público só bebe porque é fã, não é isso! Não é porque tem o rótulo da banda que não possa ser uma cerveja tão respeitável como qualquer outra”. A cerveja foi lançada no Degusta Beer 2013, evento que reúne degustação, palestras, lançamentos de cervejas e cervejarias, dentre outros apresentações.

2

Para adquirir tal produto: Matanza IPA

Cygnus X-1 – Rush 

Esta cerveja tem um “Q” de especial, única como o Rush. Com sabor de chocolate, seus ingredientes foram retirados de uma antiga receita de porter inglesa, e contém uma “pitada” de malte de centeio e notas defumadas.

rush-limo

4

 Smoke on the Water- Deep Purple 

Nomeada em homenagem ao grande clássico da banda, Smoke on the Water é uma cerveja do tipo ale, e contém na sua composição malte defumado (o que lhe dar um sabor especial), caramelo e notas frutadas. À altura da banda.

9

8

OUTRAS BANDAS DE ROCK E SUA CERVEJAS: AGUARDE…

Ratos de Porão, Ramones, Nenhum de Nós. Raimundos, Jimi Hendrix e Velhas virgens

Ratos de Porão, Ramones, Nenhum de Nós. Raimundos, Jimi Hendrix e Velhas virgens

Rolling Stones, Amon Amarth,Primus, Motorocker e Robet Johnson

Rolling Stones, Amon Amarth,Primus, Motorocker e Robet Johnson

%d blogueiros gostam disto: